25 de Março, 2019 | Por admin

Você Já Conhece A Iniciativa L’Abri?

Por que os cristãos parecem tão artificiais às vezes? Por que as suas vidas parecem tão desconectadas do que dizem crer? Como saber se Deus existe? É possível saber, não apenas achar, que Cristo ressuscitou? O Cristianismo tem algo a dizer em público, ou é algo de foro íntimo para conforto emocional? Existe alguém que pode nos ajudar a responder essas perguntas?

Todas essas perguntas são relevantes e já foram feitas várias ao longo da história, mas parecem ter um peso peculiar com a sociedade contemporânea. E foi para respondê-las (e viver as respostas) que o L’Abri existe. O primeiro L’Abri (termo francês que significa “abrigo”) foi fundado nos Alpes Suíços em 1955 pelo casal Francis e Edith Schaeffer. Eles começaram a abrir sua casa para receber estudantes, inicialmente amigos de seus filhos, em busca de respostas a dúvidas sobre Deus e o mundo naquele tempo tão turbulento culturalmente de meados do século XX. 

A partir daí foram fundadas comunidades L’Abri em várias partes do mundo. O L’Abri Brasil foi oficialmente fundado em maio de 2008 e tem por obreiros Guilherme de Carvalho e sua esposa Alessandra de Carvalho, Rodolfo Amorim e Vanessa Belmonte. O L’Abri é um centro de estudos e de vida comum, que almeja viver de forma integral a realidade da comunhão com Deus. Assim, para o L’Abri, a verdadeira espiritualidade não pode deixar de ser verdadeiramente humana, incluindo tanto uma vida de gratidão para com Deus “momento a momento”, em todos os aspectos da vida, quanto relacionamentos humanos reais e pessoais em comunidade.

Selecionamos, então, alguns recursos para você conhecer o trabalho do L’Abri (caso queira mais informações sobre atividades desenvolvidas, e talvez até reservar uma vaga para se hospedar na casa, veja aqui).

Palestras L’Abri, especialmente Cristianismo essencial e L’Abri essencial

Várias palestras e conferências feitas pelo L’Abri Brasil em seus dez anos de história estão disponíveis na Pilgrim. Esperança, felicidade, vocação, esgotamento espiritual com o meio cristão, identidade, fé e racionalidade, apologética, ética cristã, Gênesis e ciência, cinismo, sentimentalismo, enfim, há muito material sobre teologia cristã, vida cristã e cultura contemporânea. Mas para conhecer melhor temas centrais do L’Abri de forma mais simples e didática, as duas séries fundamentais de palestras são o L’Abri essencial (disponíveis no YouTube) e o a série Cristianismo essencial (disponível no nosso app).

A primeira, tendo como preletores os obreiros já citados, conta um pouco da história do L’Abri e as ideias que o inspiraram, a saber: a centralidade do senhorio de Cristo para o sentido de todas as coisas, intelectuais ou práticas, públicas ou privadas; a necessidade de respostas honestas e bem-fundamentadas a dúvidas honestas e bem-fundamentadas sobre a fé cristã; e a obra espiritual da verdadeira hospitalidade.  

A série Cristianismo essencial é uma instrução inicial sobre a fé cristã, sem perder o enfoque existencial e de engajamento cultural típico do L’Abri. Passando pelo instrumental básico da catequese cristã histórica (Credo Apostólico, Pai Nosso e Dez Mandamentos), bem como pela caracterização básica da ética cristã com as virtudes da fé, esperança e amor, ela também aprofunda as ideias da série anterior sobre o senhorio integral de Cristo e a veracidade da fé cristã como a resposta às questões mais profundas da existência humana. 

Curso de Allen Porto sobre Schaeffer.

Depois de ouvir algumas dessas palestras, você pode ficar mais curioso sobre a vida e o pensamento do pequeno e franzino homem barbudo que era Francis Schaeffer. Nessas aulas, também disponíveis na Pilgrim, sobre um dos maiores líderes cristãos do século XX, não apenas os temas de suas principais obras serão resumidos, mas também a conexão entre esses insights e a caminhada cristã na vida ordinária, como o próprio Schaeffer sempre procurava fazer. 

Embora alguns livros do autor já tenham sido traduzidos, o conhecimento sobre a sua vida, que é essencial para entender o seu pensamento, encontra-se disperso em várias obras ainda não disponíveis para o público brasileiro mais amplo: suas biografias, os escritos de sua esposa, Edith Schaeffer, e as histórias passadas de geração em geração por obreiros do L’Abri. Allen Porto reúne todo o seu vasto conhecimento sobre esses tópicos, realmente, o trabalho de uma vida, exposto de forma didática nessas vídeo-aulas.

Também é bom complementá-las com a série de palestras dada por Guilherme de Carvalho na Escola Charles Spurgeon e esse artigo dele sobre a contínua relevância do fundador do L’Abri para o século XXI. 

Para quem quer mais

A melhor maneira de conhecer uma pessoa é conversando com ela. Quando ela já morreu, você ainda pode ouvir a sua voz nos seus escritos. E é assim que você realmente vai poder conhecer a Francis Schaeffer: por meio de seus livros. Para começar e entender a descoberta fundamental do fundador do L’Abri sobre sua vida cristã e realidade que foi a base para todo o resto da sua obra, veja o livro Verdadeira Espiritualidade. É nesse contexto, no contexto do calor humano da sua visão de espiritualidade, que a sua defesa intelectual do Cristianismo precisa ser posteriormente estudada, como o próprio Schaeffer recomendava.

Para entender o que Schaeffer pensava ser o dilema básico do homem moderno, e como o Cristianismo tanto fazia parte disso quanto oferecia a única solução, vá para o livro Como Viveremos? (o qual também está disponível numa série de vídeos legendados aqui).

A partir daí, você estará preparado para embarcar na trilogia clássica: O Deus que intervém, A Morte da Razão e O Deus que se revela. É nessa trilogia que o próprio Schaeffer considerava estar o que era essencial para entender todo o resto que ele escreveu (vinte e três livros ao todo), especialmente no que toca à profunda necessidade do homem moderno por verdade, beleza e significado da vida, desde suas raízes históricas até a resposta robusta que o Cristianismo oferece.

Porém, para conhecer Schaeffer e o trabalho do L’Abri de verdade, nada substitui a participação em uma das unidades do L’Abri ao redor do mundo. Pois, como Schaeffer diria, “a ortodoxia bíblica sem compaixão é com certeza a coisa mais horrenda do mundo”.

Bio_Guilherme Cordeiro.jpg