11 de Maio, 2021 | Por admin

Direção espiritual: durma melhor (Tish H. Warren)

Recentemente me deparei com um estudo da Duke University que conclui que as mulheres precisam de mais sono do que os homens e que a privação de sono causa mais estresse emocional e físico nas mulheres do que nos homens. Imediatamente o encaminhei para meu marido com uma nota de que isso afirma o que eu tenho dito a ele já faz anos.

Sempre amei dormir, mas ultimamente isso se tornou uma necessidade premente. Tenho crianças pequenas que acordam no meio da noite numa frequência absurda, então pensar no sono carrega um tom teológico de crise: o que está acontecendo comigo? Como isso pode continuar? Como Deus pode não se importar comigo? Por que ele não faz meus filhos dormirem mais?

Parece excessivamente dramático, até mesmo levemente histérico. E é. Porque quando me falta sono, eu fico facilmente dramática e histérica. E, graças à Duke, agora eu tenha comprovação científica de que isso é totalmente normal.

A CDC publicou um artigo em março com o título Insufficient sleep is a public health epidemic [Sono insuficiente é uma epidemia de saúde pública]. Mesmo entre aqueles sem filhos pequenos, estamos tendo bem menos do que as 7 a 9 horas recomendadas e isso está causando um desastre — um desastre de confusão, amnésia e mal-humor.

Em nossa cultura crescentemente tecnológica, workaholic, cafeinada, viciada em entretenimento e sobrecarregada, lembrar que somos criaturas limitadas e corpóreas é uma parte difícil e necessária do discipulado. Meu marido e eu pastoreamos estudantes da pós-graduação e com frequência o encorajamento mais espiritualmente útil e relevante que podemos dar a eles é terminar o trabalho mais cedo, cuidar de seus corpos e dormir mais.

Mas isso não parece muito com um conselho espiritual. Não é preciso um diploma de seminário para dizer a alguém que vá para a cama mais cedo. Quando buscamos apoio financeiro para nosso trabalho no campus universitário, um boletim informativo entusiasmado relatando que os estudantes cristãos têm um sono melhor e mais profundo não irá impressionar muito os potenciais apoiadores.

De qualquer modo, Deus se importa com o sono. Um dos meus momentos favoritos dos evangelhos é quando encontramos Jesus no fundo de um barquinho dormindo pesado no meio de uma tempestade. Seu sono foi teológico, no sentido em que revela uma confiança firme em seu Pai. Mas também não nos esqueçamos que isto também é um retrato ordinário de um homem cansado tirando uma soneca.

O sono nos lembra de que a teologia, no fim do dia (literalmente), sempre é para criaturas. Davi adorou a Deus dormindo: “Eu me deito, durmo e acordo, pois o SENHOR me sustenta.”

Talvez Deus queira não só nos dar vidas de oração e santidade, mas também sono suficiente. Falando de forma mais direta, talvez um passo crucial para uma vida de oração e santidade é receber o dom de uma boa noite de sono.

Não somos gnósticos. Adoramos um Deus que foi plenamente encarnado. Ele almoçou, ralou os joelhos e se sentiu cansado. Sim, é tão fácil pensar que a realidade espiritual das coisas é cognitiva e não corporal. Precisamos acreditar no evangelho em nossa mentes, ler livros cristãos, orar com palavras, sentir a adoração em nossos corações. Mas para vivermos vidas de discípulos, temos que fazer tudo isso em nossos corpos. Quando dormimos o suficiente, somo mais capazes de obedecer a Deus e de amar nosso próximo.

Mas talvez de modo mais importante o ato de parar e relaxar no sono é em si um ato de adoração e confiança em Deus. Como crentes, podemos apreciar o sono como não só necessário, mas também como uma confissão corpórea de que somos criaturas fracas e vulneráveis cuidadas e nutridas pelo nosso forte Criador. Isso requer fé para parar de lutar contra o cansaço com estimulantes e telas. Porque ele nos sustém, nós dormimos.

Na nossa busca de uma comunhão contra cultural com o novo Rei, começamos em nossos corpos. Em um mundo crescentemente tecnocrata e sem limites, é um ato radical lembrar e aceitar os limites de ser criatura.

Quando os descrentes encontrarem nossa comunidade, tenho a esperança de que seremos um povo alternativo conhecido por amor, busca pela justiça, humildade e bom humor. E também tenho a esperança de que o mundo tomará nota: “Aqueles cristãos realmente estão descansados.” Para o povo de Deus, o sono, assim como a nossa vida ordinária, importa.

Desacelera. Se enrola num cobertor. Fecha os olhos. E deixa seu ronco proclamar a fidelidade de Deus.


Por: Tish Harrison Warren. © The Well. Website: http://thewell.intervarsity.org/blog/spiritual-direction-get-more-sleep. Traduzido com permissão. Fonte: Spiritual Direction: Get More Sleep.

Original: Direção espiritual: durma mais. © The Pilgrim. Website: thepilgrim.com.br. Todos os direitos reservados. Tradução: Arthur Guanaes. Revisão: Guilherme Cordeiro Pires.

Imagem:  Unsplash

O ponto de vista deste texto é de responsabilidade de seu(s) autor(es) e colaboradores diretos, não refletindo necessariamente a posição da Pilgrim ou de sua equipe de profissionais.